Amigos da Terra denuncia propaganda enganosa da GM ao Ministério Público

Na última sexta-feira (04/10), uma coletiva de imprensa foi realizada no Clube de Cultura, em Porto Alegre, para esclarecer a sociedade sobre os motivos das representações protocoladas. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

A Amigos da Terra Brasil entrou com uma representação junto ao Ministério Público contra a montadora General Motors (GM) pelo comercial do veículo S10, que faz propaganda enganosa e abusiva em defesa do agronegócio e ataca o movimento ambientalista.

O comercial apresenta um homem lendo a manchete “agronegócio e desmatamento” no celular com a seguinte narração: “Algumas pessoas vão sempre apontar o dedo para a gente que vive do campo”. O Brasil é o país que registra o maior número de assassinatos de defensores do meio ambiente, e diante desse contexto, a entidade exige uma reparação por parte da empresa e explicações sobre qual o objetivo dessa declaração.

O narrador segue apresentando o agronegócio como responsável pelo desenvolvimento do país e diz que “é hora de valorizar quem carrega o Brasil nas costas”, fazendo alusão ao agronegócio. No entanto, a agricultura familiar é a verdadeira responsável por produzir 70% dos alimentos que vão para a mesa do brasileiro, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social.

Dessa maneira, a propaganda expõe para a cidade uma realidade que não condiz com a que encontramos no campo.

Há quatro meses, a Amigos da Terra e o Coletivo de Advogados e advogadas Ambientalistas já haviam interpelado uma ação judicial contra a GM pelo comercial e também realizaram uma denúncia junto ao CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária. O órgão ainda não deu retorno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *